1 minuto de silêncio nas escolas

Antes de colocar os pés na estrada, eu tinha uma certa expectativa de conseguir coletar nessa viagem práticas simples que pudessem ser implementadas por qualquer professor, em qualquer escola, sem barreiras de recursos financeiros e materiais. Minha experiência e intuição me diziam que as solução mais poderosas são normalmente as mais simples e resolvi manter meu olho atento para estas possibilidades.

A prática que compartilho neste post é uma destas sugestões que parecem bestas, de tão simples, mas que tem se mostrado extremamente poderosa nas escolas que a adotaram. A boa notícia é: não precisa de recurso nenhum. O único recurso necessário todos nós temos em abundância, mas sempre esquecemos de usá-lo: o silêncio. 🙂

Os efeitos positivos da prática de silêncio para nossa saúde, concentração, auto-controle e bem-estar já foram bastante pesquisados pela ciência (mais informações aqui). Dentro da escola, um breve momento compartilhado de silêncio pode alterar completamente a qualidade da presença e atenção das crianças, impactando na redução de conflitos e melhoria da aprendizagem.

Muitas escolas nos Estados Unidos, no Brasil e em muitos outros países adotaram essa prática e foram surpreendidas com seus efeitos. Conheço também empresas multinacionais, agências de publicidades e governos que adotam um minuto de silêncio antes de iniciar uma reunião, ou no meio de uma reunião que se esquentou por conflitos. Se você tem dúvidas, experimente adotar essa prática no seu próprio cotidiano, antes de reuniões e/ou refeições, por exemplo.

Na Escola Inkiri, em Piracanga (Bahia), o dia começa e termina com um círculo no qual as crianças fazem 1 minuto de silêncio. Na verdade, 1 minuto e meio, pois elas próprias sentiram que apenas 60 segundos não estava sendo mais suficiente.

Quando é o momento do círculo, as crianças já sabem e se auto-organizam por ordem alfabética, que foi uma lógica encontrada e combinada entre eles, para facilitar algumas dinâmicas que eles possuem depois do círculo. A disposição do círculo já é um momento importante de prática de organização, diálogo e autonomia entre eles.

Assim que o círculo está organizado, uma das crianças pega um relógio e anuncia o início do silêncio e o fim do silêncio. O guardião do círculo muda a cada dia, também em ordem alfabética, e as próprias crianças estão cientes, acompanham e coordenam essa troca.

Durante o minuto de silêncio há alguns combinados estabelecidos entre o grupo. O primeiro deles é que há um convite para ficar de olhos fechados e com a postura adequada (sentado e com a coluna ereta), porém cada um é auto-responsável para cuidar de sua própria prática, de acordo com suas próprias possibilidades. As crianças menores têm mais dificuldade de manter os olhos fechados e o corpo estável, e está tudo bem.

O segundo combinado deriva do primeiro: se cada um é auto-responsável, nenhum comentário deve ser feito sobre outras pessoas além de si próprio. “Fulano abriu os olhos“, “Ciclano soltou um pum“. Comentários como estes não são bem-vindos e quando eles emergem após o círculo, gentilmente as crianças são lembradas (muitas vezes por elas mesmas) a se concentrar apenas em si e não falar sobre os outros.

Em minha experiência na Escola Inkiri, eu senti que a prática de um minuto de silêncio no início do dia pode realmente influenciar o tom do resto do dia. Ao final do dia escolar a prática também permitia um importante fechamento e uma redução na agitação, para que as crianças seguissem para o almoço de forma mais tranquila.

É uma ferramenta bastante simples, mas que estimula diversas e profundas questões no desenvolvimento infantil, como a prática do auto-controle, da concentração, da autonomia, do respeito, da paciência, da observação. Ainda que bastante breve, um minuto de silêncio não deixa de ser uma forma de meditação, e pesquisas não faltam sobre os benefícios da meditação para o aprendizado e bem-estar nas escolas. Se você trabalha com crianças, recomendo muito testar!

Que tal fechar os olhos agora e ficar um minutinho em silêncio?

2 comentários

  1. Gratidão imensa por estas postagens!
    Utilizando muita coisa na minha escola… mas sobretudo em mim uma transformação silenciosa começa a se processar…
    Um beijo no tei coração!

    Curtir

    • Isabel, saber disso enche meu coração de amor. Sabe que sempre que penso em escrever algo, você me vem a cabeça? Você é um dos exemplos de pessoa que me dão mais vontade de estudar, de pesquisar e de compartilhar. Seguimos juntas <3.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s